Ciclic

Apê novo: 9 dicas para mobiliar e decorar o primeiro imóvel sem gastar muito

Confira conselhos de profissionais para deixar a casa linda mesmo com orçamento apertado

Você comprou um imóvel novo e não via a hora de decorá-lo mas, quando recebeu as chaves, a grana estava curta? Sonha em deixá-lo como sempre quis, mas tem consciência de que não pode gastar rios de dinheiro? Você não está sozinho – e não precisa se preocupar.

É sim possível arrumar seu primeiro apê com bom gosto e criatividade, sem entrar em dívidas. As designers Andrea Kitamura e Fernanda Coifman, da AF Design de Interiores, compartilharam 9 dicas para quem quer deixar a casa linda mesmo com orçamento apertado. Inspire-se!

imóvel novo decoração

  1. Piso bonito sem ir à falência

Se você quer economizar, esqueça os pisos de madeira ou mármore. Há opções lindas e muito mais acessíveis no mercado, como o porcelanato e o piso vinílico. Além de terem bons preços por metro quadrado, você pode economizar mais ainda quando encontra uma promoção.

Esses tipos de pisos valem o investimento porque são bonitos, práticos e duráveis. Há diversas cores e padronagens disponíveis, sendo que algumas imitam bem a madeira. O vinílico ainda conta com a vantagem de poder ser instalado em apenas três dias, sem estresse nem dor de cabeça.

  1. Tudo iluminado

A iluminação é um detalhe importante que garante conforto à residência. Mas, por envolver rebaixamento de teto com gesso e diferentes tipos de luminárias, os projetos de iluminação costumam ser caros.

Uma boa dica é recorrer aos trilhos – aquela barra com vários spots que podem ser direcionados e deslocados para onde você quiser. Para complementar, use luminárias de piso e abajures, que são acessíveis e garantem aconchego quando você não quiser uma iluminação indireta.

Você também pode gostar de: 10 hábitos que realmente funcionam para economizar dinheiro!

  1. Móveis: o barato sai caro!

Economizar demais nos móveis não é uma atitude recomendada. A marcenaria é um dos itens em que realmente vale investir. E lembre-se que qualidade tem seu preço. Ao escolher modelos muito simples, daqueles comprados prontos e feitos com materiais de baixa qualidade, o barato pode sair caro com o passar do tempo: é uma porta que solta, uma prateleira que quebra.

Por isso, opte sempre por um bom marceneiro, que utilize matéria-prima confiável. Além de durar por muitos anos e aproveitar cada cantinho da sua casa, a marcenaria planejada ainda valoriza bem o seu imóvel na hora de vendê-lo ou alugá-lo.

  1. Garimpando oportunidades

Para comprar itens como tapetes, cortinas e almofadas, a dica é garimpar. Você não precisa comprar tudo de uma vez. Tenha em mente o que está buscando e espere: fique de olho em promoções e boas oportunidades de lojas virtuais e home centers. Outra opção é comprar itens usados em bom estado naqueles bazares do tipo “família vende tudo”.

Não deixe de conferir: Casal economiza R$20 mil para realizar casamento dos sonhos!

  1. Cuidado com modinhas

O universo de decoração é cheio de “tendências”. A cor do ano, a estampa do momento e por aí vai. Fique atento às influências que chegam pelas redes sociais e blogs e, antes de comprar algo da moda, avalie se você realmente gosta daquilo.

A melhor maneira de fugir dos modismos para decorar seu imóvel novo é ter uma pasta de referências visuais, onde fica armazenado tudo o que você curte. Crie no Pinterest ou mesmo no seu computador. Se quiser comprar algo de moda, só na empolgação, que sejam acessórios baratinhos. Nada de comprometer o orçamento!

  1. Cuidado para não enjoar de cores e estampas

Comprar um sofá de cor exótica pode não ser muito inteligente em termos econômicos. Vai que você enjoa logo e decide trocar por outro? Lembre-se disso também na hora de pintar paredes e comprar itens grandes como tapetes e cortinas para o seu imóvel novo.

Prefira cores neutras. Deixe o toque de cor e personalidade para itens menores, como almofadas e objetos decorativos. A chance de errar e de gastar duas vezes fica bem menor!

  1. Coloque a mão na massa

Que tal economizar e, ao mesmo tempo, ter peças autorais em casa? Você mesmo pode criar mesinhas, prateleiras, baús e banquinhos reaproveitando materiais como tonéis, tijolos, tábuas de madeira, caixotes e pallets que podem ser customizados com tinta e tecido… A internet está cheia de inspirações. Basta usar a criatividade.

  1. Paredes descoladas

Uma solução bacana e acessível para as paredes é fazer composições de quadros, pôsteres, adesivos e fotos. Não há regra: você pode misturar tamanhos e molduras diferentes para criar um visual único para suas paredes. Essa tendência está com tudo e não custa caro.

pintura de parede imóvel novo

  1. Conte com ajuda profissional

Muitas vezes, a falta de experiência em decorar a casa leva a compras erradas, arrependimentos, resultados ruins e dinheiro jogado fora. Por isso a opinião de um especialista é tão importante e ajuda a não desperdiçar tempo, energia e grana.

Confira aqui: 05 hábitos financeiros que te impedem de economizar!

Claro que nem sempre é possível arcar com os custos de um projeto completo desenvolvido por arquiteto ou decorador. Mas saiba que já existem modalidades de serviços mais acessíveis, como a consultoria e assessoria por hora com designers de interiores.

Os profissionais dão dicas e referências para você combinar cores, estampas, móveis, aproveitar espaços e não errar nas escolhas. Que tal? Assim você não vai à falência e sobra mais dinheiro para investir no futuro.

O que achou das nossas dicas? Deixe nos comentários a sua opinião e aproveite para conhecer a o investimento em previdência complementar da Ciclic!

Deixe seu melhor e-mail para receber nossos conteúdos