No pain, no gain: 4 dicas para começar a construir sua reserva financeira!

Por Marketing Ciclic0

Sem sacrifícios, ninguém chega lá. Descubra o que você precisa fazer para conseguir economizar e finalmente investir o seu dinheiro

Viver o presente ou pensar no amanhã? Para muitos brasileiros, o hoje importa mais do que o futuro: apenas uma parcela mínima da população consegue poupar para formar uma reserva financeira.

De acordo com dados do Banco Mundial, no ano de 2017, apenas 6% dos brasileiros de 15 a 24 anos conseguiram poupar alguma quantia para a aposentadoria. Entre os 144 países estudados, o Brasil ficou na 101ª posição.  

Ou seja, por aqui, poucas pessoas enxergam a importância de guardar dinheiro e investir. Mas a lógica é fácil de entender: é exatamente como se diz na famosa gíria fitness – "no pain, no gain", o que, em português, significa "sem dor, sem ganho".

É isso mesmo – nada vem de graça. Para alcançar um objetivo maior no mundo das finanças pessoais é necessário esforço, determinação, foco, disciplina, planejamento e trabalho. Às vezes, colocar tudo isso em prática pode ser desconfortável. Mas os resultados valem a pena.

A seguir, confira as dicas do consultor financeiro Ivan Ryuzo Higaki para você enfrentar o desafio de colocar as finanças em ordem e conseguir investir em uma previdência privada para o futuro:

  1. Corte custos

Sua finanças pessoais são como uma caixa d'água: o cano que enche a caixa é o salário. O cano por onde a água sai são os gastos. Se a saída é maior do que a entrada, a caixa fica sempre vazia – ou, pior: no mundo financeiro, você fica negativado, entra no cheque especial e vive no vermelho, sem ter a chance de poupar para o futuro.

Por isso, a dica é cortar gastos. Essa é a dor (pain) para chegar à estabilidade financeira (gain). Analise suas despesas e veja o que pode ficar fora por um tempo. Geralmente, os itens de lazer (viagens, festas, passeios, restaurantes) são os mais fáceis de tirar da rotina para conseguir colocar as contas em dia e começar a pensar em investimentos.

Não deixe de ver - Atendimento Ciclic: aqui você não fala com robôs!

  1. Trabalhe mais ou empreenda

Se, mesmo após cortar os gastos, você ainda precisa de um dinheiro extra para complementar a renda, é hora de trabalhar mais. Você pode fazer horas extras para conseguir um salário mais robusto ou então partir para o empreendedorismo nas horas vagas.

"Não se limite ao seu salário. Todo mundo pode usar a imaginação para complementar a renda. É possível aproveitar um hobby, algo que se goste muito de fazer, e ganhar dinheiro com isso", explica o consultor financeiro Ivan Ryuzo Higaki. "Para empreender, você não precisa abrir uma empresa com 50 funcionários. Você pode simplesmente fazer por conta própria algo que você possa oferecer e vender", ensina o consultor financeiro.

reserva financeira
Leia também - O que é previdência complementar e como eu posso usar a meu favor?

  1. Pense a longo prazo

Quem vive apenas o presente, sem planejar nada para o futuro, acaba enfrentando dificuldades muito maiores lá na frente. Por isso, uma dica importante é usar o tempo a seu favor.

Quanto antes você começar a poupar, melhor. Assim, consegue aproveitar os juros sobre juros que os investimentos oferecem. Então só precisará observar, tranquilamente, seu patrimônio se multiplicar. O tempo é um grande aliado! Aproveite!

Confira também - Poupar para aposentadoria: saiba como adotar esse hábito agora!

  1. Faça compras conscientes e viva nos seus termos

Antes de comprar uma roupa nova ou encher o carrinho do supermercado, faça as contas, pesquise preços, busque promoções e se pergunte se você realmente precisa daquilo.

Cuidado com compras por impulso, principalmente nas lojas online. Deixar o cartão de -crédito guardado, longe da carteira, também ajuda: use apenas em casos de emergência ou em aquisições planejadas, como posto de gasolina, supermercado e farmácia.

Consultores financeiros também costumam falar “viva nos seus termos”. Ou seja: analise seu padrão de vida e verifique se seus gastos estão de acordo com a sua renda.

Isso vai das suas compras na padaria ao seu carro. Do preço do seu condomínio aos locais que você frequenta nas horas de lazer.

Viver nos próprios termos significa adequar as despesas ao próprio orçamento e ter consciência delas. Nunca adote um padrão de vida acima das suas possibilidades.

Muita gente faz isso para acompanhar uma turma, ou determinado grupo social, e termina no vermelho. O pessoal do trabalho almoça em lugares caros? Recuse os convites e redirecione o network para a hora do café. Seus amigos frequentam restaurantes badalados? Proponha encontros em casa, em que vocês possam cozinhar ou pedir uma pizza.

O que achou das nossas dicas? Compartilhe com a gente a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja também outros posts de Finanças pessoais

Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Sobrou uma grana para investir. Ótimo, parabéns! Só que… você nunca investiu e não faz ideia de como funciona o universo dos investimentos. “Preciso...
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Seria sensacional se todos conseguissem sobrar dinheiro no fim do mês. Isso não é fácil, sabemos disso! Encarar essa missão é um desafio para...
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Finanças pessoais / 29 de outubro de 2018
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Você consegue guardar duas notas de cem reais mensalmente pelos próximos 120 meses? Imagina se tivesse começado a fazer isso em 2008… Quem era...

Veja algumas idéias do que você pode conquistar