Pensando em guardar dinheiro? Comece com esses 5 hábitos!

Por Marketing Ciclic2

Pare de sofrer pela falta de dinheiro. Mudando alguns costumes, você verá seu salário render e poderá começar um bom investimento para o futuro

Elas são raras, mas existem: pessoas que vivem bem de acordo com o que ganham e, ao final do mês, investem um valor. Você conhece alguém assim? Infelizmente essa mentalidade é de uma minoria no Brasil.

Um estudo recente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que brasileiros de todas as classes sociais têm dificuldade para poupar.

Segundo o levantamento, 66% das pessoas das classes A e B não são capazes de guardar nada de seus rendimentos mensais. Nem R$ 1. Você está nesse grupo?

Caso tenha respondido que sim, hora de mudar e começar a pensar no futuro. A Ciclic conversou com especialistas em finanças pessoais e com pessoas que de fato conseguem guardar dinheiro todo mês.

Após muitas entrevistas, chegamos a 5 hábitos comuns de quem consegue economizar para investir. Confira a seguir e compare-os com as suas atitudes. Sempre dá tempo de mudar!

  1. NÃO se deixar levar pela emoção

Já dizia a famosa canção de Paulinho da Viola: "Dinheiro na mão é vendaval/ Na vida de um sonhador". Infelizmente, para boa parte das pessoas essa é a realidade. Muitos se deixam levar pela emoção de ver uma quantia "sobrando" na conta e logo encontram maneiras de gastá-la, sem ter necessidade.

Pessoas que sabem guardar dinheiro agem de maneira mais racional. São capazes de conter a empolgação imediata diante de uma tentação e investem o dinheiro para conseguir realizar algo maior no futuro.

Mantêm os pés do chão, ficam longe de compras por impulso e evitam gastar sem ter um bom motivo para isso. E você, como reage diante de um dinheiro a mais na carteira ou na conta? Fique atento.

guardar dinheiro

  1. NÃO gastar mais do que a renda mensal

Parece óbvio, mas muitas pessoas não conseguem poupar porque não assimilam essa regra básica das finanças pessoais: viver nos próprios termos, ter gastos compatíveis com a renda familiar. Ou seja, se você recebe um salário de R$ 3 mil por mês, não pode gastar R$ 3,5 mil. Simples assim.

O problema é que para gastar menos do que se ganha é preciso ter controle financeiro: anotar todos os gastos em um caderninho, planilha ou aplicativo de celular. No momento em que você anota seus gastos, passa a de fato conhecê-los e pode refletir sobre eles.

Boa parte da população - em especial a classe média brasileira - tem horror a fazer contas. É comum não anotar os gastos, usar os cartões de crédito sem pensar no amanhã, consumir de maneira desenfreada e, na hora de pagar os boletos, o dinheiro é insuficiente.

Pessoas poupadoras calculam tudo, anotam as compras que fazem e NUNCA, em hipótese nenhuma, gastam mais do que ganham. Aqueles que conseguem poupar jamais estouram o limite do cartão de crédito, não fazem empréstimos e não entram em dívidas. O segredo é calcular tudo e manter o controle de sua vida financeira.

Confira - O que é previdência complementar e como posso utilizar.

  1. NÃO subir o padrão de vida

Todo mundo quer viver bem, ter uma casa confortável e uma rotina prazerosa. Isso inclui frequentar lugares, viajar, vestir boas roupas, comer em restaurantes especiais, dirigir um bom carro, ter aparelhos eletrônicos de última geração.

O ponto é que tudo tem preço – nesses casos, bem alto. É comum as famílias desejarem o melhor que podem ter, mas nem sempre isso condiz com a realidade financeira. Luxo e conforto custam caro. Comodidade e pequenos prazeres do dia a dia também.

Pessoas que poupam são aquelas que vivem de acordo com suas possibilidades: e isso não tem nada a ver com ser rico ou pobre. Elas compreendem que não é possível ter de uma só vez o melhor carro, o celular do momento, uma casa enorme, viagem internacional de férias e roupas caríssimas. São pessoas que se planejam e sabem fazer escolhas.

Quem economiza compreende que é necessário abrir mão de algumas coisas imediatas para alcançar outras, a longo prazo. Ou seja: você tem de eleger suas prioridades e adotar um estilo de vida coerente, que faça sentido e caiba em seu bolso. Repense suas decisões em relação a compras e reflita se você está mesmo vivendo dentro do padrão que sua renda pode bancar.

Veja também - 05 erros comuns no uso do cartão de crédito.

  1. NÃO se acomodar

Pode parecer curioso, mas guardar dinheiro dá trabalho. Pessoas com a capacidade de poupar estão sempre dispostas a buscar opções para aumentar a renda ou diminuir os custos de vida.

Elas não se acomodam, ou seja: se o salário não é tão bom, procuram melhorar a formação para conseguir posições mais altas – e rendimentos maiores. Ou, ainda, fazem outros trabalhos como freelancers, serviços temporários ou se dedicam a um pequeno negócio próprio para complementar a renda.

Quem poupa também pesquisa preços antes de efetuar compras e tenta economizar ao máximo, em tudo. Isso requer uma postura ativa e consciente em relação ao dinheiro. Não há espaço para comodismo quando o assunto é finanças pessoais.

guardar dinheiro

Não deixe de ver - Poupar para aposentadoria: saiba como adotar esse hábito agora!

  1. Definir OBJETIVOS para o dinheiro

Tenha sonhos. Se você não tem, será mais difícil encontrar forças para guardar dinheiro. Só conseguem economizar e investir aqueles que sabem o porquê.

Reflita sobre a seguinte questão: você quer ter dinheiro por qual motivo? A resposta para essa pergunta precisa estar muito clara em sua mente para o esforço de economizar fazer sentido.

Veja também: 05 formas de investir dinheiro

Alguns pensam em ter uma aposentadoria tranquila. Outros fazem reservas para garantir os estudos dos filhos. Há também pessoas focadas em conquistar uma casa melhor ou viajar o mundo. E você? O que te motiva?

Não importa o objetivo. O importante é saber onde você quer chegar. Quem guarda dinheiro é capaz de sonhar e realmente acredita que alcançará tudo o que quiser. Basta se esforçar e se planejar.

O que achou das nossas dicas? Deixe nos comentários e aproveite para conhecer o plano de previdência privada da Ciclic e invista no seu futuro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja também outros posts de Finanças pessoais

Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Sobrou uma grana para investir. Ótimo, parabéns! Só que… você nunca investiu e não faz ideia de como funciona o universo dos investimentos. “Preciso...
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Seria sensacional se todos conseguissem sobrar dinheiro no fim do mês. Isso não é fácil, sabemos disso! Encarar essa missão é um desafio para...
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Finanças pessoais / 29 de outubro de 2018
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Você consegue guardar duas notas de cem reais mensalmente pelos próximos 120 meses? Imagina se tivesse começado a fazer isso em 2008… Quem era...

Veja algumas idéias do que você pode conquistar