Ciclic
emprestimo

Como declarar empréstimo no Imposto de Renda

Ainda dá tempo de declarar o Imposto de Renda esse ano, devido do Coronavírus a data foi prorrogada até às 23h59 do dia 30 de junho.

Se você fez um financiamento ou precisou de um empréstimo em 2019, com valor acima de R$ 5 mil então é necessário declarar no imposto deste ano.

Empréstimos entram na declaração do imposto em 2020 se os valores forem superiores a R$ 5 mil e para pessoas que cumprem os requisitos – renda anual acima de R$ 28.559,70.

O cheque especial é válido como empréstimo também, então se o valor negativo na conta for maior que R$ 5 mil, será necessário declarar, a mesma regra se aplica ao cartão de crédito e ao crédito consignado.

Com o declarar o empréstimo no Imposto de Renda

Para declarar qualquer tipo de empréstimo no Imposto de Renda, é necessário informar na parte de “Dívidas e Ônus Reais”, com o CPF ou CNPF de quem foi o fornecedor do empréstimo.

Caso você tenha feito mais de um empréstimo no ano anterior, será necessário abrir um item para cada um dos empréstimos solicitados, se você tiver feito a pagamento parcial ou total do valor antes do prazo, também é preciso colocar na declaração.

Em “Dívidas e Ônus Reais” será necessário escolher o código de acordo com a instituição:

11. Estabelecimento bancário comercial

12. Sociedades de crédito, financiamento e investimento

13. Outras pessoas jurídicas

14. Pessoas físicas

15. Empréstimos contraídos no exterior

16. Outras dívidas e ônus reais

Em “Discriminação” será necessário informar os detalhes do débito e os dados da empresa que realizou o empréstimo.

Agora com essas dicas, você já pode terminar o seu Imposto de Renda e entregar no prazo, e para saber mais sobre o Empréstimo da Ciclic, basta clicar no link

Deixe seu melhor e-mail para receber nossos conteúdos