Ciclic
Limpe seu nome em 2018

Como Limpar seu nome no primeiro semestre de 2018?

Livre-se das dívidas antes da metade do ano e comece hoje mesmo a poupar para garantir o seu futuro

Segundo estimativas do Serasa Experian, mais de 60 milhões de brasileiros estão inadimplentes com as suas contas. Isso significa que, em média, a cada quatro brasileiros, um tem problemas financeiros que são responsáveis por tirar o sono.

Porém, a boa notícia é que problemas como esses sempre têm solução. Muitas vezes, passamos por fases difíceis, mas no final das contas elas podem servir como um aprendizado: gastar menos do que se ganha, evitar comprar itens supérfluos e poupar sempre são apenas alguns dos conselhos que poderíamos dar para que cenas como essa nunca mais se repitam.

Se você tem a infelicidade de estar nessa lista de devedores, saiba que existem muitas maneiras de contornar essa situação. Aliás, com um pouco de planejamento, é possível sair dessa antes do que você imagina, dependendo do valor devido.

Sendo assim, listamos aqui alguns conselhos para você começar a limpar o seu nome hoje mesmo. Afinal, sua disponibilidade de crédito é um patrimônio e como tal ela precisa ser resgatada o quanto antes.

1 – Tenha consciência da sua dívida

A primeira coisa a se fazer é descobrir exatamente qual é o valor devido e quais são os seus credores. Existem vários sites que permitem a consulta gratuita ao CPF, o que vai dizer se por um acaso o seu nome foi parar em entidades como Serasa, SPC Brasil ou Boa Vista SCPC.

A partir disso, você pode obter um relatório com os nomes e endereços das empresas que estão cobrando a dívida bem como o valor inadimplente acumulado. Tomar ciência da situação ajuda a se planejar melhor. Ainda que você tenha outras dívidas, dê preferência um primeiro momento a quitar aquelas que comprometem o seu nome.

>> Por que temos vergonha de falar sobre dinheiro? Veja como virar o jogo! <<

2 – Renegociando as dívidas

O segundo aspecto importante é analisar cada dívida individualmente. Muitas vezes, temos um dinheirinho sobrando e a tendência é correr para pagar aquela dívida menor, possível de ser quitada de uma vez. No entanto, isso pode ser um erro, pois existe a possibilidade de se livrar de todas elas de uma só vez.

Para isso, é preciso sentar com cada uma das empresas para a qual você deve e tentar renegociar. Em geral, todas elas são bastante receptivas às pessoas que tentam saldar suas dívidas e, por conta disso, abrem mão de juros e correções monetárias para receber com a maior antecedência possível.

Tenha em mente que o simples fato de você renegociar uma dívida e iniciar o pagamento de um parcelamento, por exemplo, já é suficiente para que seu nome seja descadastrado dessas entidades. Sendo assim, se for possível diversificar os pagamentos para se livrar de todas as dívidas de uma vez, melhor.

3 – Quitando as dívidas com juros maiores

Pode ser que o dinheiro que você tenha disponível não seja suficiente para iniciar um parcelamento de todas elas. Nesse caso, o conselho então é procurar regularizar primeiro aquelas dívidas que têm juros maiores. Bancos, financeiras e cartões de crédito costumam ser as campeãs nesse quesito, por isso vá primeiro nelas.

Uma vez diante dos profissionais de renegociação, seja honesto e abra o jogo com relação a quanto você tem de dinheiro para quitar a dívida, dentro das suas possibilidades de pagamento mensal. Não aceite a primeira proposta que lhe fizerem e busque renegociar o melhor acordo possível. Se ainda assim não estiver dentro das suas possibilidades, não aceite o negócio e busque renegociar com outro credor. Inclusive, se deseja guardar dinheiro veja 10 hábitos para economizar que realmente funcionam.

4 – Atenção total ao seu novo planejamento

Agora que a renegociação das suas dívidas está encaminhada, é questão de tempo até que você consiga tirar o seu nome do vermelho. Sendo assim, é hora de voltar as suas atenções para o planejamento financeiro. Uma vez que as dívidas estejam renegociadas, você não pode atrasar os pagamentos, sob pena de voltar para o Serasa.

Assim, comece anotando todas as suas despesas e gaste sempre menos que você ganha. É fundamental que você transforme o hábito de economizar em um comportamento natural. Descubra 5 hábitos financeiros que te impedem de economizar. Tente evitar viver no limite da sua renda, de forma que todos os meses exista a possibilidade de guardar dinheiro, por menor que seja o valor.

5 – Dívidas? Nunca mais!

Depois que você conseguir limpar o seu nome, é hora de comemorar. Celebre com seus familiares o fim das dívidas e estabeleça essa data como um marco do início dos tempos de bonança nas suas finanças. Aproveite o hábito adquirido nos meses em que você passou “aperto” e use isso a seu favor.

O valor que era destinado ao pagamento das parcelas das dívidas em atraso, agora pode ir parar nas suas contas de investimento. É o momento de procurar uma empresa que possa te ajudar a gerir o patrimônio, escolhendo quais são as opções que mais se adaptam ao seu perfil de investidor e às suas possibilidades.

E não desanime: em algum momento da vida, todos nós nos perdemos um pouco com as dívidas, mas essa é uma oportunidade de aprendizado. Agora que você sabe como as coisas funcionam, certamente não vai repetir os mesmos erros no futuro, não é mesmo?

Deixe seu melhor e-mail para receber nossos conteúdos