Blog Ciclic: Dicas e informações sobre seguros e serviços
Manter o seu cãozinho aquecido é uma das formas de saber como cuidar dos pets no inverno. | Foto: Freepik.

Como cuidar dos pets no inverno? 05 precauções para ajudar seu amigo

É essencial manter-se bem agasalhado no inverno para evitar o frio intenso, não é? Então, com os pets não seria diferente, uma vez que muitos são sensíveis a climas gelados.

Agora, responde pra nós: você sabe como cuidar dos pets no inverno? Muitos tutores acreditam que os pelos dos animaizinhos já são suficientes, mas não é por aí.

Ao longo da matéria, você acaba de uma vez por todas com a dúvida “se os pets sentem frio”, aprende como protegê-los e ainda confere algumas dicas pet para o inverno. Continue a leitura!

Manter o seu cãozinho aquecido é uma das formas de saber como cuidar dos pets no inverno. | Foto: Freepik.
Manter o seu cãozinho aquecido é uma das formas de saber como cuidar dos pets no inverno. | Foto: Freepik.

Os pets sentem frio?

Sim! Embora tenham pelagem, os pets sentem frio. Por isso, é importante entender como cuidar deles no inverno, pois eles tendem a ficar mais encolhidos em épocas como essa e também costumam entrar embaixo dos cobertores. Além disso, dormem por mais tempo. 

A maior parte das raças populares no nosso país lidam melhor com temperaturas amenas. No entanto, algumas ainda se adaptam melhor ao inverno, como é o caso do São Bernardo, do Husky Siberiano e do Samoieda. 

Mas ainda que esses cães se adaptem melhor, é importante que os tutores saibam como cuidar deles no inverno. 

Como proteger seu pet no frio?

Quer saber como cuidar de cachorro no frio? É essencial que você o mantenha agasalhado e em um ambiente aquecido.

As roupinhas para pet são recomendadas pelos veterinários para combater as baixas temperaturas da época, mas é importante que você escolha a adequada para o seu cão. A peça precisa estar confortável e deve respeitar o corpo e o tamanho do animal para que ele não se incomode ao andar. 

Outro ponto é lembrar que é fundamental manter a higiene da roupa do pet, pois, no inverno, pode ocorrer uma maior proliferação de micro-organismos prejudiciais à saúde.

05 dicas práticas para salvar seu amigo do frio!

Agora que você já sabe que o seu pet sente frio e como protegê-lo no inverno, confira algumas das principais dicas de como cuidar dele nessa época do ano:

1. Vacine o pet contra a gripe

Cuide da saúde do pet em primeiro lugar. Assim como os seres humanos, os animais também precisam se proteger contra a gripe, por exemplo, doença frequente o ano todo, mas com circulação maior em épocas de baixas temperaturas, principalmente porque as casas mantêm seus ambientes fechados com mais frequência, o que diminui a circulação do ar.

E como os pets estão mais suscetíveis a desenvolver o vírus da gripe, fora a transmissão para outros animais, é de extrema importância manter sua vacinação em dia e consultar um veterinário assim que o animal apresentar sintomas.

2. Mantenha a casa do pet aquecida

Ainda que eles utilizem as roupinhas, os pets sentem frio, principalmente durante a noite, que é quando as temperaturas costumam diminuir consideravelmente. 

Sendo assim, mantenha o lugar do pet aquecido e com uma quantidade reforçada de cobertores. O seu animal tem que se sentir o máximo confortável possível para dormir.

Ah! E assim como nós, os pets tendem a dormir mais no inverno. Um filhote pode chegar a dormir até 16 horas por dia, enquanto um animal mais velho pode dormir cerca de 10 horas.

3. Evite passeios em horários mais frios

Sair em épocas de inverno já nos incomoda um pouco e não seria diferente com os pets. Por isso, evite passeios em períodos mais gelados, priorizando horários em que há uma maior exposição do sol ou aumento da temperatura.

Além disso, o vento gelado pode causar até otite para o animal e a diminuição da temperatura e a exposição a ventos gelados podem causar hipotermia, que é quando ele apresenta uma média corporal inferior a 37ºC. 

Então, fique de olho! Sintomas como hipotensão, diminuição da frequência cardíaca, falta de oxigênio, perda de consciência, tremores e rigidez muscular podem ser sinais de hipotermia. 

4. Capriche na secagem após o banho

Não se esqueça de garantir que o seu pet ficou bem seco após o banho. É necessário secá-lo devidamente para evitar a proliferação de micro-organismos e o surgimento da hipotermia. 

Além disso, quanto mais exposto à umidade, mais o seu animal se torna suscetível a problemas de pele.

Vale ressaltar que alguns tutores preferem realizar a tosa em períodos específicos e o frio é uma das épocas mais importantes para aumentar o intervalo entre uma e outra, uma vez que a pelagem serve como barreira natural do frio.

5. Atente-se à alimentação do seu pet

Assim como os seres humanos, no inverno, os animais também tendem a ingerir menos água. Pensando nisso, é recomendável que o tutor espalhe vários potinhos de água pela casa. Além disso, também fique atento à alimentação do seu pet.

Gostou do conteúdo? Como você pôde ver, os tutores precisam saber como cuidar dos pets no inverno para garantir conforto, saúde e bem-estar aos animaizinhos.

Para te ajudar nesse cuidado, conte com o Saúde Pet da Ciclic, o plano de assistência à saúde que cuida do seu cão ou gato desde procedimentos simples de rotina até cirurgias!