Ciclic

Veja 8 ideias para estar na moda sem fazer dívidas

Você não precisa gastar muito para manter uma ótima aparência. Descubra como!

O que você faz quando tem um dinheiro sobrando na conta? Muita gente aproveita para comprar roupas e sapatos novos. Foi o que mostrou um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Segundo a instituição, os saques das contas inativas do FGTS injetaram R$ 10,8 bilhões no varejo em 2017 – e a maior parte desse dinheiro foi usada justamente para comprar vestuário e calçados.

Mas você sabia que para estar bem vestido não é necessário gastar rios de dinheiro? Você pode controlar suas finanças pessoais e ainda arrasar na escolha da roupa.

 

A personal stylist Renata Vieira elencou 8 dicas inspiradoras para você ter looks bacanas sem ficar no vermelho. Além de serem ótimas para o seu bolso, essas medidas ainda ajudam a ter um consumo mais consciente em termos sociais e ambientais.

  1. Reforme, reforme, reforme

Reformar roupas é uma escolha inteligente. Apesar de muitas pessoas não darem o devido valor, a reforma costuma ser uma grande aliada do guarda-roupas e do bolso.

Recorra a uma boa costureira para dar vida nova às peças que já estão esquecidas no fundo da gaveta. Mude uma alça aqui, corte uma barra ali, altere um colarinho, diminua ou aumente o comprimento… E, de repente, você terá vários looks novos e criativos.

  1. Prefira comprar pela internet

Se você já conhece a numeração e o caimento das roupas de determinada marca, aposte na compra online. Isso porque na loja física há sempre muitos estímulos para incentivar o consumo e você acaba gastando mais.

No mundo virtual, você tem mais controle da situação e consegue focar exatamente no que está precisando – assim evita as compras por impulso.

Além disso, há sites especializados que permitem obter cupons de desconto para compras online, frete grátis ou cash back, o que te ajuda a economizar ainda mais. Veja também cinco hábitos financeiros que tem impedem de economizar

  1. Cuidado com modinhas

No mundo da moda tudo muda muito rápido. De cores a estampas, de tecidos das roupas ao formato dos saltos, do tamanho das bolsas ao tipo de óculos de sol. Tudo o que se vê nas vitrines costuma seguir as tendências do momento, que são rapidamente fabricadas, consumidas e descartadas. Isso tem nome: fast fashion.

Claro que é prazeroso aderir às modas do momento, descobrindo e redescobrindo novas possibilidades ao se vestir. Mas cuidado para não fazer isso apenas pela aprovação social, ou seja, para se sentir parte de um grupo.

Se você quer aderir a alguma tendência, teste o que te cai bem e compre apenas aquilo que você realmente gosta. Lembre-se: nem tudo o que está na moda combina com seu estilo ou faz sentido para você.

  1. Saiba quais são suas peças básicas

Básico não é jeans e camiseta branca. Básico é aquilo que representa o seu estilo e que você consegue usar sempre. Para algumas pessoas, por exemplo, uma calça vermelha pode ser básica.

Descubra o que pode ser muito útil em sua rotina e que tenha a ver com sua personalidade. O investimento nessas peças sempre valerá a pena, porque serão muito usadas.

  1. Não tenha medo de ousar

Uma peça mais formal pode ficar ótima com outra mais despojada. Um acessório bacana pode valorizar um look casual. Não precisa ter medo de ousar. Teste combinações, faça sobreposições, misture cores e estampas, crie jeitos diferentes de usar o que você já tem.

Tudo isso te ajuda a compor looks lindos e criativos sem precisar investir em uma porção de roupas novas. Mas cuidado, na hora da empolgação não pensamos no amanhã, veja aqui algumas dicas de erros comuns no uso do cartão de crédito



  1. Sapatos confortáveis

Dica valiosa para comprar sapatos: escolha apenas os que são confortáveis. O primeiro critério deve ser esse. Quando você compra um calçado apenas pela beleza, é muito provável que não queira usá-lo no futuro – e aí, terá desperdiçado dinheiro.

  1. Frequente bazares

Os bazares de pequenos produtores de roupas são interessantes porque incentivam negócios locais e, ao mesmo tempo, há muitos deles que também se preocupam com a questão do meio ambiente (utilizam tecidos ecológicos e sustentáveis).

Esse tipo de moda, chamada slow fashion, pode custar um pouco mais, mas, por outro lado, as peças duram muitos anos. Confira como você pode criar hábitos que realmente funcionam para guardar dinheiro e compre as peças que você mais gosta.

  1. Invista em um personal stylist

Quantas vezes você gastou uma grana com peças que nunca foram usadas? E a sensação de ter cada vez mais roupas no armário, mas nenhuma parece cair realmente bem? Se você tem medo de ousar e combinar itens ou se acha que sempre erra na hora das compras, a ajuda de um personal stylist pode ser muito útil.

Esse profissional mostra o que fica bem em seu tipo de corpo e ajuda a encontrar um estilo próprio. Após a consultoria, você dificilmente voltará a gastar dinheiro à toa com itens que nunca serão usados.

Além disso, o personal stylist também pode dar boas ideias de como utilizar aquelas velhas peças que você acha que não combinam com nada.

Gostou das nossas dicas? Se você tiver algum conselho que queria compartilhar conosco, deixe nos comentários!

Deixe seu melhor e-mail para receber nossos conteúdos