Blog Ciclic: Dicas e informações sobre seguros e serviços

WhatsApp clonado: o que fazer agora?

O avanço da tecnologia foi muito bom para o ser humano, porém, devido à inserção cada vez maior da internet na sociedade, o número de crimes digitais também cresceu. Um dos casos mais conhecidos envolve um famoso aplicativo de mensagens, o WhatsApp.

De acordo com um levantamento feito pela PSafe, empresa de segurança digital, mais de 5 milhões de contas do WhatsApp foram clonadas no Brasil ao longo de 2020.

Nessas situações de clonagem, outra pessoa tem acesso à foto de perfil e aos contatos de determinado usuário sem autorização. Assim, ele cria uma nova conta com esses dados e passa a conversar com os amigos da vítima. Esse crime pode fazer com que seus contatos percam dinheiro ao serem induzidos a realizar depósitos e transferências, por exemplo.

Neste artigo, nós vamos explicar melhor sobre o que fazer com um WhatsApp clonado, como identificar e como se prevenir. Além disso, mostraremos como você pode recuperar sua conta caso ela seja clonada, evitando uma grande dor de cabeça. Confira!

Saiba mais sobre WhatsApp clonado o que fazer. | Foto: Freepik.
Saiba mais sobre WhatsApp clonado o que fazer. | Foto: Freepik.

Como saber se seu WhatsApp foi clonado?

Apesar do WhatsApp apresentar algumas configurações que visam aumentar a segurança do aplicativo, ele não tem 100% de eficácia contra fraude. Isso significa que qualquer um que usa a plataforma está sujeito a ser vítima de clonagem.

Diante disso, você pode estar se perguntando: como saber se meu WhatsApp foi clonado?

Um sinal de clonagem é a perda do acesso. Caso alguém consiga entrar na sua conta por outro aparelho, você não conseguirá mais acessar o aplicativo pelo seu dispositivo. Se algo do tipo acontecer, você receberá uma mensagem ao tentar abrir o WhatsApp afirmando que não foi possível verificar o telefone e, a partir desse momento, já é possível desconfiar do crime.

Outro caso pode envolver o uso do WhatsApp Web. Se alguém estiver utilizando sua conta pelo computador, você continua tendo acesso ao perfil, mas há um jeito de descobrir quais equipamentos estão conectados. Vamos te mostrar como identificar:

  • Se seu celular for Android, abra o aplicativo e clique nos três pontinhos localizados no canto superior da tela. Depois, selecione a opção “WhatsApp Web” e veja quais itens estão conectados. Caso você não reconheça algum deles, clique em “Desconectar”.
  • Em dispositivos iOS, você deve clicar em “Configurações” na conta do WhatsApp e depois em “Aparelhos Conectados”. Dessa forma, você também vai ver em quais lugares sua conta está logada.

O que fazer após ter o WhatsApp clonado?

Caso seu WhatsApp esteja sendo clonado e alguém esteja se passando por você, o primeiro passo é informar aos seus contatos, pois eles podem ser vítimas de algum golpe. Ao falar com seus familiares e amigos sobre o assunto, dê as seguintes dicas:

●     Suspeite das mensagens atípicas;

●     Desconfie se alguém com sua foto enviar uma mensagem por um número diferente;

●     Não transfira dinheiro para ninguém sem confirmar com algum conhecido antes.

Além disso, tente imediatamente cadastrar de novo a sua conta do WhatsApp em seu celular ou em outro dispositivo de alguém de confiança.

Como recuperar WhatsApp clonado?

Supondo que você tenha sido vítima da clonagem do WhatsApp, depois de avisar aos seus contatos, você deve se concentrar em recuperar sua conta. Para isso, insira o número do seu telefone associado ao seu perfil do WhatsApp em um aparelho e aguarde o recebimento do código que o aplicativo enviará por SMS para o celular.

Esse código é a autenticação que serve para liberar o acesso da conta apenas para o dono. Assim que você informar esses seis dígitos, a conexão do golpista será desconectada. Por isso, é importante nunca compartilhar essa combinação de números com outras pessoas.

Se você estiver habilitado a confirmação em duas etapas, ainda será necessário informar o PIN – mais uma senha numérica de seis dígitos. Se você não souber ou não lembrar da numeração, precisará aguardar mais ou menos sete dias para usar o WhatsApp novamente, porém, não precisa se preocupar mais, pois o criminoso não estará mais acessando sua conta. 

Como se proteger de clonagens?

Agora você deve estar se perguntando: como evitar que minha conta seja roubada? O aplicativo do WhatsApp possui algumas ferramentas que ajudam a diminuir as chances de acesso indevido às suas informações. Além disso, alguns recursos específicos servem para evitar a clonagem das contas.

Uma opção é restringir sua foto de perfil somente para as pessoas que são seus contatos. Assim, um desconhecido não poderá começar uma conversa usando sua foto de perfil. Para fazer isso, você pode seguir as seguintes dicas:

  1. Abra o menu do WhatsApp;
  2. Clique em “Configurações”;
  3. Selecione a opção “Conta”;
  4. Acesse “Privacidade”;
  5. Clique em “Foto de Perfil”
  6.  Escolha “Meus Contatos”.

O outro recurso que citamos acima, sobre a visualização dos aparelhos em que sua conta está conectada, também é uma forma de se proteger de clonagens. Por isso, frequentemente, olhe isso no aplicativo.

Outra maneira de se prevenir é desconfiar de mensagens estranhas e ligações de números desconhecidos com pedidos para enviar códigos. Os golpistas costumam ter alto poder de persuasão e usam desculpas afirmando que você ganhou um prêmio ou que eles precisam da sua colaboração para realizar alguma pesquisa. Portanto, fique atento e utilize todos os recursos de segurança disponíveis.

Depois de ver como o número de clonagens de conta no WhatsApp é alto e descobrir como proteger seu aparelho sobre isso, que tal mantê-lo seguro por completo? Contra roubo, furto qualificado, quebra e danos por líquidos, contrate o Seguro Celular da Ciclic.