Blog Ciclic: Dicas e informações sobre seguros e serviços

Tudo o que você precisa saber sobre a lei da cadeirinha

A lei da cadeirinha é uma norma de trânsito que surgiu em 2008 e que, desde 2010, começou a ser realmente fiscalizada.

Abaixo, você vai ver as modificações que foram feitas nessa lei ao longo dos anos, além de entender como essa norma funciona atualmente. Continue a leitura!

A segurança no trânsito é essencial para você e sua família.| Foto: Freepik.
A segurança no trânsito é essencial para você e sua família.| Foto: Freepik.

A lei da cadeirinha

Essa norma foi pensada para evitar acidentes graves com crianças no carro e, assim, aumentar a segurança no trânsito.  

Como principal objetivo, se estipula uma altura máxima na qual a criança precisa estar em uma cadeirinha justamente para ter certeza de que o cinto de segurança, que não foi projetado nas medidas para proteger uma criança, se adapte e possa assegurá-la de forma eficaz em situações de imprevisibilidade no trânsito.  

A antiga lei da cadeirinha

Confira abaixo as informações:

Para crianças até 1 ano

O assento precisaria ser um “bebê conforto”, instalado com as costas viradas para o banco dianteiro. 

Para crianças entre 1 e 4 anos

O assento, por sua vez, precisaria ser uma cadeirinha tradicional, virada para a frente do veículo. 

Para crianças entre 4 e 7,5 anos

O assento deveria ser um banco elevado voltado para a frente do veículo. Também era necessário a utilização do cinto de segurança de três pontos, aquele em que há a junção de dois pontos em um terceiro, ficando uma faixa transversal (que atravessa o peito na diagonal) e uma horizontal (na altura da cintura). 

Para crianças entre 7,5 anos e 10 anos

A orientação era que as crianças estivessem sentadas no banco traseiro e com cinto de segurança de três pontos, sem a necessidade de cadeirinha.  

Após os 10 anos

Era permitido a criança optar por sentar tanto no banco traseiro, quanto no dianteiro, mas com a ressalva de estar sempre utilizando o cinto de segurança de três pontos. 

A nova lei da cadeirinha

Em 2021, a norma sofreu algumas mudanças e, entre as principais alterações, destaca-se a necessidade de um assento com elevação para crianças com mais de 7,5 anos. Outra ressalva feita foi que o limite de idade pode ser ampliado de acordo com a altura da criança, assim, se ela tiver menos de 1,45m de altura, também se enquadra nessa obrigação do assento elevado.

Ademais, foi estipulada uma multa gravíssima, com o valor de R$ 293,47, em caso de descumprimento da regra. Além disso, infringir essa norma resultará na perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). 

Agora que você sabe como proteger as crianças presentes no seu veículo com a lei da cadeirinha, também proteja você e o seu carro da melhor forma. Conheça o Seguro Auto da Ciclic: cobertura completa, economia de até 50%, vistoria online, assinatura mensal e pay per use, ou seja, pague o quanto usar!