Finanças em casal: como dividir as contas e ainda investir juntos?

Por Marketing Ciclic0

Conquistar o equilíbrio financeiro a dois pode ser complicado, mas é fundamental para o futuro do casal

Se controlar os gastos sozinho já é difícil, imagine a dois? Gastar e investir com o parceiro é um dos principais desafios de um relacionamento, porém não é impossível manter em dia as finanças em casal.

Ter um relacionamento sério implica também em fazer a gestão conjunta do dinheiro, organizando o orçamento, planejando as despesas, realizando investimentos, contabilizando os ganhos e, principalmente, sendo honesto sobre objetivos e expectativas financeiros.

Parceiros que decidem se casar, morar juntos ou simplesmente realizar um sonho em conjunto precisam compartilhar a vida financeira com um outro e conciliar dois estilos de vida independentes costuma dar algum trabalho.

Alguns casais, inclusive, nunca conversam sobre dinheiro, um problema que pode gerar um verdadeiro rombo no orçamento! Evite que isso aconteça no seu relacionamento com as dicas a seguir:

Faça um orçamento mensal

Você e seu par devem ter um orçamento doméstico. Com ele, será possível pagar as contas, eliminar as dívidas e investir dinheiro, melhorando a saúde financeira do casal.

Para começar, analise em conjunto com o seu parceiro quais são as despesas fixas (aluguel, água, luz, telefone, plano de saúde, parcelamento do carro), despesas variáveis (viagens, passeios, presentes), receitas fixas (salário, pensão, aposentadoria) e receitas variáveis (comissão, bônus, trabalhos freelancer), levando em consideração o seu padrão de vida.

Todos os meses vocês precisam ter ao menos o valor necessário para pagar as despesas fixas.

Sabendo o quanto vocês precisam para viver mensalmente e o quanto efetivamente possuem, é possível fazer mudanças na forma como o casal gasta e, quem sabe, pensar em alternativas para ganhar mais.

finanças em casal

Confira também - Economia doméstica: 05 armadilhas que te impedem de guardar dinheiro.

Defina objetivos

Ter dinheiro apenas por ter dinheiro não é nada saudável, afinal, o dinheiro é um meio, e não um fim.

Por isso, é preciso que o casal tenha uma meta de vida – isso ajudará também a estreitar os laços entre vocês.

As finanças em casal devem prever objetivos de curto, médio e longo prazo, como, por exemplo, trocar o celular, reformar a casa e se aposentar. Dessa forma, vocês terão em mente um destino a atingir e poderão se motivar mutuamente.

Veja também - Formas de investir dinheiro: conheça as 05 mais seguras!

Seja transparente com as finanças em casal

Se você está junto de alguém que você ama e confia, não há motivos para não ser totalmente honesto, inclusive sobre a sua vida financeira.

Antes mesmo de o casal resolver se juntar, o ideal é que ambos coloquem as cartas na mesa e revelem um ao outro os assuntos que antes eram tabus, como o salário, a rentabilidade dos investimentos, as contas que estão devendo e outros acontecimentos financeiros.

Evite omitir os seus gastos ao seu parceiro. Esse hábito é prejudicial ao orçamento doméstico e à sua relação. Em algum momento, a despesa virá à tona e você terá que prestar esclarecimentos.

É claro que cada um pode – e deve – possuir uma grana extra para gastar com si mesmo. Porém, é preciso evitar que a despesa extrapole o valor acordado e, se isso ocorrer, comunicar o parceiro para encontrar estratégias de não prejudicar o equilíbrio financeiro.

Não espere sobrar

Poupar e investir são atitudes fundamentais na vida financeira de casais bem-sucedidos. Por isso, você deve implementar esse hábito na rotina a dois imediatamente ao invés de “esperar sobrar” para começar a fazer isso.

Com exceção de casais muito disciplinadas e que já estão estabilizados, é pouco provável que o dinheiro sobre no final do mês para realizar um investimento. Então, para que isso não aconteça, você deve economizar.

O ideal é que na hora de definir o orçamento doméstico o casal já realize o corte de despesas supérfluas e adote soluções para diminuir os gastos essenciais, como, por exemplo, procurar um plano de telefonia mais vantajoso.

Além disso, vocês podem buscar formas de aumentar a receita. Vender objetos que não são mais usados ou realizar um trabalho freelancer, por exemplo, ajudará a conseguir um dinheiro extra para ser investido.

Faça aplicações corretamente

Existem investimentos para todos os bolsos, prazos e objetivos. Você precisa procurar os mais adequados para as finanças em casal.

Para as metas de curto prazo, por exemplo, vocês podem considerar uma aplicação rentável e fácil de retirar, como um título do Tesouro Selic. Já para as metas de médio e longo prazo, a previdência privada pode ser a melhor solução.

Lembre-se sempre da dica acima: não espere sobrar para investir. Comece o investimento com aquele dinheiro que o casal já possui e, conforme as condições forem melhorando, vá aumentando e variando as aplicações.

finanças em casal

Veja mais - Como investir? O que eu preciso levar em consideração para começar?

Prepare-se para imprevistos

Mesmo com muito planejamento, há chances de um imprevisto acontecer. A chegada de um bebê, uma despesa médica mais cara ou ser mandado embora do trabalho são situações que tendem a sacudir a vida a dois.

Nesse momento, o casal precisa aguentar firme e buscar juntos uma solução para o problema ao invés de brigar e procurar culpados – dificuldades financeiras podem resultar até mesmo na separação dos cônjuges.

Ser capaz de conciliar estilos de vida a orçamentos e despesas diferentes é um sinal de que o relacionamento está indo muito bem. Com essas dicas e contando com a ajuda da Ciclic, você e seu par estão prontos para prosperar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja também outros posts de Finanças pessoais

Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Vai investir dinheiro pela primeira vez? Confira os primeiros passos!
Sobrou uma grana para investir. Ótimo, parabéns! Só que… você nunca investiu e não faz ideia de como funciona o universo dos investimentos. “Preciso...
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Finanças pessoais / 1 de novembro de 2018
Não tenha mais dúvida sobre como fazer para sobrar dinheiro no fim do mês!
Seria sensacional se todos conseguissem sobrar dinheiro no fim do mês. Isso não é fácil, sabemos disso! Encarar essa missão é um desafio para...
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Finanças pessoais / 29 de outubro de 2018
Como juntar dinheiro? R$ 200 ao mês por 10 anos = R$ 24 mil para gastar!
Você consegue guardar duas notas de cem reais mensalmente pelos próximos 120 meses? Imagina se tivesse começado a fazer isso em 2008… Quem era...

Veja algumas idéias do que você pode conquistar