Blog Ciclic: Dicas e informações sobre seguros e serviços

Entenda de vez como saber se o cachorro está com febre

Todo mundo sabe que ter febre não é nada legal. Calafrios, cansaço e um mal-estar pelo corpo inteiro são alguns dos sintomas desse quadro. Mas sabia que isso também pode acontecer com nossos amados pets? A verdadeira dificuldade, nesse caso, é quando nos perguntamos: como saber se o cachorro está com febre? O que fazer para reverter essa situação?

Ao contrário de nós, seres humanos, o cão não tem como avisar que está doente ou que está sentindo alguma dor. E a febre em um amigo de quatro patas pode indicar algo fora do comum, que pode ser muito mais preocupante do que a alta temperatura, podendo colocar sua vida em risco.

Continue a leitura e saiba como identificar se seu cachorro está com febre e o que fazer nessa situação. 

Cachorro com febre. O que fazer? Descubra quais medidas tomar nessa situação. | Foto: Freepik.

Quais os sintomas que aparecem nos cachorros quando estão com febre?

Como saber se meu cachorro está com febre? Primeiramente, é necessário verificar quais são os sintomas. A febre é caracterizada por um aumento temporário da temperatura corporal média e, no caso dos seres humanos, ela varia, em média, entre 35ºC e 36.7ºC.

Já nos cães, segundo veterinários especialistas, essa temperatura é naturalmente mais elevada e varia entre 37.5ºC e 39.3ºC, portanto, um cachorro com febre apresenta valores maiores do que essa referência.

E vale ressaltar que a partir de 41ºC, a febre do pet pode começar a afetar o funcionamento dos órgãos, o que coloca em risco sua saúde, por isso, um cachorro com febre não é algo que pode ser levado sem preocupações. 

Para saber se um cão está com febre, a melhor forma é utilizar um termômetro. Porém, veterinários alertam que fazer esse procedimento em casa pode causar incômodo e desconforto no animal e a falta de prática pode machucá-lo. Portanto, o recomendado é levá-lo a um profissional. 

Além disso, o termômetro de uso veterinário é diferente do que usamos em nós. Ele possui uma haste flexível que diminui o desconforto e o risco de lesões. Isso porque é no ânus do cachorro que o equipamento é inserido para medir a temperatura.

Veja outros sintomas que podem indicar febre:

● Apatia;

● Falta de apetite;

● Tremores;

● Sonolência;

● Vômitos;

● Diarreia,

● Ingestão excessiva de água.

Atenção! Muitas pessoas dizem que um focinho quente e seco pode ser sinal de febre, mas isso não é regra. O melhor a se fazer é observar esse aumento de temperatura juntamente com os fatores indicados acima.

Mas, de qualquer maneira, em caso de suspeita, leve o pet para uma consulta o mais rápido possível.

Como medir a temperatura do seu cão em casa

Como já mencionamos, não é recomendado medir a temperatura do cachorro em casa por falta de prática e experiência. Fazer esse procedimento de maneira errada pode causar desconforto ou até machucar o animal e o uso inadequado do termômetro também pode trazer resultados imprecisos.

Por isso, veja o passo a passo: 

● Mantenha seu pet em uma posição confortável;

● Introduza o termômetro digital no ânus do animal, com extremo cuidado, até encostar na parede anal;

● Por fim, aperte o botão para inicializar e aguarde para que o utensílio detecte a temperatura do cão.

Fazer isso com a ajuda de outra pessoa é a melhor opção, já que o cachorro pode ficar incomodado e acabar não deixando que você introduza o termômetro.

Cachorro com febre: o que pode causar isso?

É importante lembrar que a febre não é uma doença em si, mas sim uma reação do organismo contra alguma anomalia. Dentre as causas desse quadro em um cachorro, as infecções são o motivo mais comum, sejam elas leves ou fatais, causadas por bactérias, fungos ou vírus.

E entre essas infecções, estão: otites, infecções urinárias, problemas dentários e intoxicações. Lembre-se de que a vacinação também pode provocar febre no cachorro durante um período de 24 a 48 horas após a aplicação. Se isso acontecer com seu pet, converse com o veterinário sobre a maneira de melhorar o bem-estar do animal nesse tempo.

O que fazer logo após descobrir que seu cachorro está com febre?

Já mencionamos que o melhor a se fazer é procurar um veterinário. Mas você também pode tomar algumas medidas para aliviar a situação do seu pet, como:

● Colocá-lo em sua caminha e cobri-lo com um cobertor, caso esteja tremendo;

● Oferecer bastante água para ele;

● Deixá-lo quietinho e descansando.

Se a febre for ocasionada por alguma inflamação mais grave, como otites, o tratamento deve começar o quanto antes e somente o médico poderá receitar os remédios corretos, como antibióticos e antifúngicos.

Alguns medicamentos feitos para humanos, como o Paracetamol e o Ibuprofeno, podem parecer uma boa ideia para dar ao cão com febre, mas isso está errado e é bem perigoso, pois o fígado do pet não é capaz de metabolizar essas substâncias da mesma maneira que o nosso, por isso, não medique seu cachorro por conta própria. 

Em contrapartida, para tirar a dúvida geral dos pais e mães de pet, pode-se dizer que a Dipirona pode ser usada em cães. Porém, é importante destacar mais uma vez que, para a segurança do seu pet, é primordial que qualquer fármaco seja administrado somente sob recomendação veterinária. 

Um procedimento inofensivo e caseiro que também pode ser uma alternativa para ajudar seu cachorro com febre é mergulhar uma toalha na água gelada, espremer bem até parar de pingar e passar ao redor da orelha e da pata do cão. Depois, fique de olho na temperatura do pet e, assim que ela baixar, pare esse procedimento e faça-o beber água.

Esse foi o nosso guia completo de como saber se o cachorro está com febre e o que fazer nessa situação. Agora, você já sabe como cuidar do seu cão da melhor maneira e que levá-lo ao veterinário é a melhor opção.

E o que você vai descobrir agora é que nós, da Ciclic, podemos te ajudar com esse cuidado e atenção. O novo Saúde Pet oferece uma assistência completa com cobertura nacional para o seu animal de estimação. Não espere mais para fazer o seu!