Ciclic
Como economizar

Como economizar

Economizar o dinheiro ganho é o objetivo de grande parte dos brasileiros. Neste artigo, serão apresentadas sete dicas que vão te auxiliar a economizar aos poucos grandes quantias para futuros investimentos.

Buscar uma vida financeira equilibrada é um desejo que, com certa organização, facilmente se torna realidade. Aumentar seus ganhos nem sempre é fácil, porém economizar da maneira certa o que você já ganha facilita muito a busca pelo equilíbrio financeiro.

Com pequenas mudanças comportamentais, você abandona os gastos superficiais e obtém evoluções notórias em suas economias, trabalhando de maneira inteligente seus investimentos.

 7 dicas de como economizar dinheiro

A prática da economia não se relaciona com ser o tão conhecido “pão duro”, visto que, no primeiro ato, a organização previne gastos desnecessários e orienta suas compras de maneira mais inteligente.

Com as dicas que serão apresentadas, você conseguirá guardar parte do seu salário com maior facilidade, gerando uma grande bolsa de economias visando futuros investimentos.

 1. Controle seus gastos

Entender quais são seus gastos fixos e variáveis é o primeiro passo para uma melhor gestão do seu dinheiro. 

Garantindo que sua renda líquida seja maior do que a pretensão de gastos do mês, inclua nesses gastos, além dos gastos fixos, como aluguel, contas de água e luz, também as possíveis variáveis, como entretenimento, lazer e afins.

Em resumo, saber sempre onde anda seu dinheiro é fundamental para sua organização, sendo peça importante na redução dos gastos mensais.

> 2. Corte os gastos dispensáveis

Com o entendimento de todos os seus gastos, a existência de itens mais desnecessários que os demais ficará explícita. Por meio de uma lista, enumere todos os seus gastos e os ranqueie por um critério de necessidade. Assim, aos poucos, vá cortando os últimos da lista.

Gastos como contas básicas, aluguéis, alimentação e outros são considerados gastos fixos e indispensáveis para seu bem-estar. Já o ensino dos filhos e as demais atividades podem ser considerados investimentos para o futuro.

Com esse estudo, certos gastos, mesmo que pequenos, vão sobrando e se tornando dispensáveis em meio à lista. Quando cortados, fazem uma diferença positiva no final do mês.

 3. Pague suas contas em dia

As contas que se enquadram como gastos fixos e necessários devem sempre ser pagas em dia, já que, sem atrasos, não haverá multas ou coisas do gênero, que atrapalham muito o andamento de suas economias.

Por isso, se organize ao máximo para não se perder com as datas e cobranças e, se possível, efetue o pagamento de suas contas assim que seu salário cair, evitando atrasos e já se livrando de suas cobranças mensais.

Um dos grande fatores para evitar o atraso das contas é a possível utilização do cheque-especial, que apresenta umas das maiores taxas de juros do mercado. Evite ao máximo a utilização de recursos como este.

 4. Tenha consciência para dizer não na hora das compras

Seguir disciplinado nos momentos de lazer e compras é um passo importante em sua organização. Não comprar por impulso é um bom começo. Analise bem antes de efetuar a compra se o produto realmente é necessário, se o custo-benefício é interessante, etc.

Negar convites que fogem de sua pretensão de gastos também é interessante. Não que isso irá afetar sua vida social, porém analise bem os fatores que cercam o convite e tome uma decisão adequada.

Caso o convite seja muito tentador, porém fugindo de seu planejamento, tente recomendar a seus amigos alternativas mais voltadas a um melhor custo-benefício, melhorando a vida financeira de todos.

 5. Utilize com sabedoria seu cartão de crédito

O cartão de crédito nos fornece um limite muitas vezes distante de nossa renda, facilitando os gastos mais superficiais, que acabam por se perder em meio à facilidade na compra com o cartão.

Comprar à vista ou no débito facilita muito seu controle mensal, visto que você terá a visão geral daquilo que está gastando, também eliminando os gastos de uma vez só. Sem contar as inúmeras vezes em que descontos são oferecidos nas compras à vista — mesmo que pequenos, podem fazer diferença no futuro.

Em casos específicos, o uso do cartão de crédito pode ser positivo para o usuário, parcelando investimentos mais caros, mas sempre fugindo ao máximo de juros e cobranças feitas a mais.

 6. Diversifique seus meios de renda

Tirando o foco dos gastos, sua renda também pode sofrer algumas alterações, sempre visando aumento e evolução. Diversificar seus meios de renda é uma ótima maneira de melhorar sua renda e ajudar em suas economias.

Obter uma renda extra é ótimo para aqueles que desejam complementar suas economias. Descobrir algo que você realiza bem e que pode se tornar rentável é um bom começo, seja uma costura, pequenos consertos ou pequenos trabalhos, que, por meio do boca a boca, facilmente irão te agregar boas economias.

 7. Troque suas dívidas

Como o exemplo dado com o cheque especial, as dívidas criadas podem obter juros e taxas muito altos, complicando ainda mais a vida de quem busca fazer economia.

Para que isso se torne um problema menor, você pode optar por um empréstimo com juros bem menores, quitando a dívida com o cheque especial e reduzindo-a de maneira mais leve, por meio do empréstimo, por exemplo.

Essa alteração pode parecer redundante, mas afeta diretamente suas economias, dando um grande alívio no final do mês.

Previdência privada Ciclic

Com a previdência Ciclic, investir seu dinheiro em futuros investimentos se torna muito mais simples e confiável, sem nenhuma taxa para seus investimentos, até mesmo com cartão de crédito.

Múltiplos fundos estão aptos para seus investimentos, com uma plataforma totalmente online, podendo ser contratada onde e quando quiser, podendo começar seu investimento sem nem mesmo possuir uma conta.

 

Deixe seu melhor e-mail para receber nossos conteúdos