Pensando em casamento? 6 dicas para celebrar sem se endividar

Por Marketing Ciclic0

Se você não abre mão de uma festa para marcar a união, precisa conhecer esses segredos

O Brasil pode até estar passando por dificuldades econômicas, mas quando o assunto é casamento, o cenário muda – e muito! O mercado de casamentos é um dos setores que mais movimenta a economia brasileira.

De 2013 a 2016, a área cresceu  25% em todo o país, segundo apontou um estudo do Instituto Data Popular e da Associação Brasileira de Eventos Sociais.

Não é para menos: matrimônio é sinônimo de sonho. E quando se trata de sonho, o céu é o limite, certo? Muitas pessoas acabam perdendo a noção do dinheiro e gastam até o que não têm para bancar uma noite inesquecível de festa.

Mas saiba que você não precisa começar a vida conjugal atolado em dívidas. É possível celebrar a união gastando de maneira controlada, dentro do seu orçamento. A seguir, confira dicas da assessora de casamentos Roberta Canuto, proprietária da Casa de Dois Assessoria de Casamentos:

  1. Diminua a lista de convidados

Não tem jeito: esse é o primeiro passo para gastar menos em um casamento. Por mais que seja difícil reduzir uma lista de 400 pessoas é necessário! A quantidade de convidados representa um dos fatores que mais influenciam no preço total.

A dica para fazer isso é manter apenas as pessoas muito próximas, familiares e amigos que realmente fazem parte do seu dia a dia. Também vale se questionar: falei com a pessoa nos últimos 3 meses?

Essa pessoa vem na minha casa? Eu já fui na casa dela? Assim, ficará mais fácil entender quem realmente faz parte da sua vida.

Leia agora: O que é previdência complementar e como posso utilizar?

  1. Defina o seu orçamento

A parte crucial do planejamento do casamento é saber quanto dinheiro você está disposto a gastar. R$ 30 mil? R$ 80 mil? R$ 200 mil?

Tudo o que será decidido sobre a cerimônia e a festa dependem dessa definição. Então, encare suas finanças de frente e decida quanto pode ser investido no grande dia. Lembre-se que tudo deverá estar quitado até o dia da festa.

Outro detalhe importante é ter uma reserva, isto é, não fazer as contas tão na ponta do lápis. Afinal, um item ou outro pode acabar custando um pouco mais do que o previsto e você deve ter uma margem para arcar com isso.

 

  1. Alinhe expectativa e realidade

Para não ter sustos no meio do caminho, é fundamental alinhar os sonhos de consumo para o grande dia e o que você realmente pode pagar. É a tal da expectativa versus realidade.

Talvez você sonhe com um jantar para 300 pessoas, seguido de balada pela madrugada toda – e aí descobre que tudo isso não cabe no seu bolso.

Antes de fechar qualquer contrato por impulso, pesquise muito, compare preços e veja quanto a soma dá no final. Esse exercício ajuda a compreender o que é possível e o que deve ser deixado de lado para não estourar o orçamento.

  1. Estabeleça prioridades

Ok, você já se convenceu de que não é possível ter tudo no casamento – mas também não precisa desanimar. O mais importante é que a celebração tenha a ver com o estilo do casal.

Ou seja, faça algo com a cara de vocês e não apenas porque todo mundo faz. Quais são as prioridades? O que não pode faltar no grande dia de vocês? Um jantar inesquecível? Uma banda excelente? Um bar impecável?

Cada casal é único e tem suas próprias preferências. Invista no que é imprescindível e gaste menos com aquilo que vocês não consideram tão relevante assim.

Leia também: Você precisa mesmo comprar um carro?

  1. Mantenha-se firme ao orçamento disponível

Por mais empolgante que seja pesquisar e testar fornecedores, e por mais encantadores que os serviços e produtos para casamento sejam, é preciso se manter fiel ao orçamento estabelecido.

Segure a emoção e não se deixe levar por modinhas passageiras, detalhes caros ou outros itens que vão apenas pesar no seu bolso e talvez você nem se lembre deles daqui alguns anos.

Leia também: 5 hábitos financeiros que te impedem de economizar

  1. Contrate uma assessoria de casamento

Muitas vezes, na tentativa de economizar, o primeiro corte que os noivos fazem é na assessoria de casamento, acreditando que eles mesmos conseguirão dar conta de cuidar de todos os contratos e fornecedores. Mas aí mora um grande perigo, tanto para o bolso como para o sucesso da festa.

A assessoria de casamento é fundamental para te ajudar a fazer boas escolhas – desde mostrar os fornecedores mais confiáveis até checar todos os detalhes durante a festa para que tudo saia conforme o esperado.

Gostou das nossas dicas? Conta pra gente como foi o planejar seu casamento. E se você ainda vai casar, não esqueça dessas dicas que podem te ajudar muito a não ficar no vermelho depois do grande dia. Pense em uma previdência privada pós casamento. Assim, você cobre alguma coisa que tenha sido urgente.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja também outros posts de Especiais

5 itens mais caros em casamentos – e como lidar com eles
Especiais / 6 de junho de 2018
5 itens mais caros em casamentos – e como lidar com eles
Está preparando uma festa para celebrar sua união? Entenda o que mais pesa no orçamento e descubra dicas para gastar menos Casamento é coisa...
Mini wedding: descubra esse estilo glamouroso e econômico
Especiais / 5 de junho de 2018
Mini wedding: descubra esse estilo glamouroso e econômico
Casamento para poucos convidados permite caprichar em outros elementos que deixam o grande dia deslumbrante Na hora de dizer o “sim”, nada melhor do...
Presente para casa ou cota de casamento? Case e fique com a carteira recheada!
Especiais / 4 de junho de 2018
Presente para casa ou cota de casamento? Case e fique com a carteira recheada!
Ambas as formas de presentar apresentam vantagens e desvantagens para os noivos; vale a pena analisar cada uma Já se foi o tempo em...

Veja algumas idéias do que você pode conquistar