Ano sabático na prática: uma história real de planejamento e sonho realizado

Por Marketing Ciclic0

Inspire-se com a narrativa da engenheira Janayna Pin que, aos 28 anos, decidiu tirar um tempo para se dedicar a uma paixão: a literatura

A engenheira de alimentos Janayna Pin, 28 anos, sempre gostou de escrever, mas a vida atribulada não permitia que ela dedicasse muito tempo aos seus projetos literários. "Eu estava no embalo da vida profissional desde os 14 anos, quando comecei o colégio técnico e fui escolhendo o caminho de minha carreira. Eu não me sentia infeliz, mas queria um tempo para experimentar coisas novas na área da escrita", conta.

Janayna havia emendado o colégio com a faculdade na Unicamp, então conseguiu um bom estágio em uma empresa multinacional e, depois de se formar, foi efetivada nesta mesma empresa, onde ficou por mais quatro anos. "Eu sei que tinha um emprego legal, com viagens e muito reconhecimento", pondera. "Mas tenho consciência de que um período fora era necessário para mim."

Tudo contatinho

A engenheira que ama literatura não se deixou levar pela emoção. Tudo foi muito calculado e planejado para que seu ano sabático desse certo. O que facilitou a tomada de decisão é que Janayna já tinha o hábito de poupar desde os tempos de estagiária.

"Acabei fazendo uma reserva ao longo dos anos, mesmo antes de surgir a vontade do ano sabático. Eu sempre tive uma planilha onde anotava os gastos", lembra ela. "Como eu registro tudo, comecei a entender o meu custo de vida e, sabendo disso, fiz uma projeção de quanto dinheiro seria necessário ter para poder ficar sem trabalhar por um tempo", ensina. Veja como economizar para realizar seus sonhos, observe alguns hábitos que realmente funcionam para guardar dinheiro.

Janayna estabeleceu uma quantia para guardar todo mês – cerca de 33% de seu salário – e se manteve firme à meta. Para isso, precisou diminuir alguns gastos, como a aula de desenho, e economizou também ao trocar a academia pela sala de ginástica do condomínio onde mora. Mas ela não precisou abrir mão de tudo: manteve a aula de circo, por exemplo, da qual gosta muito.

Um dos investimentos de Janayna é o plano de previdência privada, que ela mantém desde que estava na multinacional. "Pedi para um amigo analisar comigo e concluímos que valia a pena continuar investindo nessa previdência. Todo mês eu deposito uma quantia nela", informa.

Conheça uma história real e utilize de inspiração para se aventurar na vida!

Apoio da família é importante

Não é qualquer um que consegue tomar uma decisão como a de Janayna – e nem todos são capazes de compreender seus motivos. Ela sabe disso. Mas a jovem teve a sorte de contar com o apoio da família e dos amigos. O apoio será essencial nessa jornada, conte com o suporte de uma plataforma de investimentos.

"Moro com os meus pais e temos uma boa relação. Antes de tirar o ano sabático, nós conversamos e eles foram muito receptivos. Entenderam a importância de dedicar esforços e tempo para a minha carreira literária. Alguns colegas me disseram que era bobagem, mas os meus amigos próximos, que sempre acompanharam meu envolvimento com a escrita, acharam que fazia sentido".

A saída do emprego

O pedido de demissão aconteceu em agosto de 2017 e a profissional fez questão de manter o bom relacionamento com seu chefe. "Eu estava bem na empresa, trabalhando com um diretor que me dava bastante liberdade para falar sobre carreira. Ele sabia do meu interesse pela literatura e que eu tinha a intenção de passar um tempo só escrevendo", lembra Janayna.

O chefe não só entendeu a situação como até hoje mantém contato com a ex-funcionária. "Felizmente, ele foi bastante compreensivo. Disse que se eu quisesse voltar após esse período, poderíamos conversar".

Foi assim que, em setembro de 2017, teve início a nova fase na vida da engenheira escritora. O primeiro mês sem trabalho foi usado para fazer uma viagem internacional em família. Ela, os pais, a irmã e o cunhado foram passar uns dias em Nova Iorque e Washington (EUA).  Se você também deseja viajar, aproveite para economizar e viajar para a Copa do Mundo! Incrível, não é?

Enfim, tempo

Depois da viagem, Janayna finalmente passou a aproveitar seus dias livres para escrever. Em apenas cinco meses, ela concluiu um romance e começou a procurar por agentes literários e editoras para publicá-lo. Com a nova rotina, ainda sobra tempo para gravar podcasts sobre literatura, produzir uma revista literária e passear diariamente com suas cadelinhas de estimação.  

"Mais do que um descanso, está sendo uma pausa para me dedicar ao que gosto. Sinto que estou fazendo coisas para mim", comemora. "Quero seguir assim por pelo menos um ano, mas talvez fique mais tempo." Viva o planejamento financeiro que realiza sonhos!

Qual a sua opinião sobre a história da Janayna Pin? Você está percorrendo o mesmo caminho? Deixe nos comentários e compartilhe sua história conosco!

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja também outros posts de Histórias Reais

“Já fiz 5 viagens com programas de pontos”
economia / 31 de agosto de 2018
“Já fiz 5 viagens com programas de pontos”
Viajar com Milhas. Entenda como estes programas podem te ajudar a economizar A fidelização de clientes por meio de programas de milhas e pontos...
“Poupei para conhecer o mundo e fazer trabalho voluntário na Ásia”
Finanças pessoais / 18 de junho de 2018
“Poupei para conhecer o mundo e fazer trabalho voluntário na Ásia”
A inspiradora história de Victória Farina, 26 anos, que adora viajar e ainda ajuda instituições em alguns dos lugares por onde passa Victória Farina...
“Conquistar meu carro próprio trouxe uma sensação boa. Fiquei muito feliz”
Histórias Reais / 6 de junho de 2018
“Conquistar meu carro próprio trouxe uma sensação boa. Fiquei muito feliz”
Comprar carro novo! Conheça a história de Juliana Bacci que comprou um carro à vista após 2 anos de economia A jornalista Juliana Bacci,...

Veja algumas idéias do que você pode conquistar